80% dos usuários de Android podem estar em risco

22 de dezembro de 2015

Sistemas desatualizados estão entre as maiores causas de malwares, invasões e outros problemas de segurança em qualquer plataforma. Mas de acordo com a G DATA’s Q3 2015 Mobile Malware Report, no último trimestre, foram registrados cerca de 6.400 novos casos de infecção por dia. Falando-se em variedade de infecções, representou muito mais casos do que em 2014, já que só no mesmo trimestre 574.706 novas variantes de malwares foram encontrados, contra 548.129 de todo ano passado.

“Quando pesquisamos sobre o que estava acontecendo aos dispositivos Android, e porque o aumento de problemas de segurança a cada trimestre, descobrimos que os usuários estão utilizando versões desatualizadas do sistema operacional. E tendo em vista essa quantidade absurda de infecções e novos malwares, os usuários deveriam se preocupar mesmo com isso.” Disse o especialista da G DATA’s.

Os motivos que levam os usuários a não atualizarem seus sistemas operacionais são os longos atrasos no recebimento de atualizações dos fabricantes de celulares e provedores de serviços móveis, bem como, a disponibilidade de atualizações para celulares mais antigos.

Usuários Android não estão preocupados com as atualizações do sistema

Este é um problema com grande consequência, pois vivemos no mundo da conexão entre diversos tipos de dispositivos. A cada dia novos dispositivos com Android surgem no mercado, desde geladeiras, aparelhos de fitness, veículos, entre outros. E todos estão interligados em rede, o que pode oferecer uma excelente rota para um ataque qualificado.

Malwares para Android tendem a se multiplicar, a empresa previu. Em 2016 uma nova tendência está surgindo, que é a de combinações de troca de códigos maliciosos entre dispositivos móveis e o Windows, com finalidade de manipular transações bancárias.

Gostou? Curta e compartilhe

Deixe seu comentário